Houaiss, Antônio, 1915-1999

Zona de identificação

tipo de entidade

Pessoa singular

Forma autorizada do nome

Houaiss, Antônio, 1915-1999

Forma(s) paralela(s) de nome

Forma normalizada do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

datas de existência

1915-10-15/1999-03-07

história

Nasceu em Copacabana, Rio de Janeiro. Toda a sua formação intelectual foi no Rio de Janeiro: perito-contador pela Escola de Comercio Amaro Cavalcanti (1933) e licenciado (1942) em Letras Clássicas pela Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil.
Professor de português, latim e literatura no magistério secundário oficial do então Distrito Federal (19341–1946). Membro examinador de português de vários concursos promovidos pelo DASP (Departamento Administrativo do Serviço Público) para preenchimento de cargos públicos (1941-1943); colaborador permanente do DASP na elaboração de provas de português para o serviço público (1942-1945). Professor contratado pela Divisão Cultural do Ministério das Relações Exteriores para lecionar português e dar cursos sobre questões culturais brasileiras no Instituto da Cultura Uruguaio-Brasileiro de Montevideu (1943-1945).
Foi vice-cónsul, Consulado Geral do Brasil em Genebra (1947-1949), serviu também como secretário da delegação permanente do Brasil em Genebra, junto a Organização das Nações Unidas, e integrou representações brasileiras a assembleias gerais das Nações Unidas, da Organização das Nações Unidas, da Organização Internacional do Trabalho, da Organização Mundial de Saúde e da Organização Mundial de Refugiados. Foi terceiro secretário da Embaixada do Brasil em São Domingos, República Dominicana (1949-1951), e Atenas (1951-1953); primeiro secretário e depois ministro de segunda clase da delegação permanente do Brasil junto à Organização das Nações Unidas em Nova Iorque (1960-1964); membro da Comissão de Anistia de Presos Políticos de Ruanda-Urundi; relator da IV Comissão da Assembleia Geral das Nações Unidas (tutela e territórios não-autónomos, 1963).
Autor do primeiro "Manual de Serviço" (1947) do Ministério das Relações Exteriores. Foi assessor de documentação da Presidência da República (1957-1960).
Foi secretário-geral do Primeiro Congresso Brasileiro de Língua Falada no Teatro (1956), em Salvador; secretário-geral do Primeiro Congresso Brasileiro de Dialectologia e Etnografia (Porto Alegre, 1958). Colaborador e pesquisador na Casa de Rui Barbosa (1956-1958).
Colaborador na imprensa do Rio de Janeiro e de São Paulo, redator do "Correio da Manhã" (1964-1965). Membro da Comissão Machado de Assis, desde a sua criação em 1958, e da Academia Brasileira de Filologia, eleito em 1960. Exerceu a superintendência da Editora Delta S.A., do Rio de Janeiro (1965-1970). Editor-chefe da "Enciclopédia Mirador Internacional". Presidente do Sindicato de Escritores do Rio de Janeiro (1978-1981).
Em 1985, participa da reorganização do Partido Socialista Brasileiro (PSB)
Diplomata e professor, membro da Academia Brasileira das Letras, foi o secretário do "Encontro da Unificação Ortográfica da Lingua" de 1986 que fixou as "Bases Analíticas da Ortografia Simplificada". Além de trabalhos de crítica e antologia literárias, foi tradutor para o português do "Ulysses" de James Joyce entre outras obras. Publicou dois dicionários bilíngues inglês-português, organizou a primeira edição do “Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa” (VOLP), da Academia Brasileira de Letras.
Em 1986, Houaiss iniciou o “Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa”, só concluído após a sua morte.

Locais

status legal

funções, ocupações e atividades

Professor, diplomata, lingüista, tradutor, crítico literário.
MInistro de Cultura do Brasil

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Área de relacionamento

Zona do controlo

Identificador da descrição

GA/AGLP20200206 02

Identificador da instituição

ES GA 15700 AGLP

Regras ou convenções utilizadas

Norma Galega de Descrición Arquivística (NOGADA), versão 2ª, Fevereiro 2010
International Standard Archival Autorithy Records for Corporate Bodies, Persons and Families (ISAAR (CPF)), versão 2ª, 2004
Datas de existencia (ISO 8601)

Estatuto

Nível de detalhe

Parcial

Datas de criação, revisão ou eliminação

2020-02-06 (Datas de criação) [ISO 8601]

Línguas e escritas

  • português

Script(s)

Fontes

O FENOMENO LITERARIO NOS PAISES LUSOFONOS: LITERATURAS GALEGA, PORTUGUESA, BRASILEIRA E AFRICANA. Cadernos do Povo. Revista Internacional de Lusofonia, Pontevedra - Braga, Nº 2/3/4, 1987

http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa14496/antonio-houaiss (consultação 2020-02-06)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B4nio_Houaiss

Notas de manutenção